O uso adequado da chupeta

 

Existem posicionamentos divergentes a respeito do assunto. Há quem defenda e quem condene o uso da Chupeta.  A verdade é que ambos tem suas razões.  Quem escolhe se vai usar ou não às vezes é a própria criança, nem sempre é uma decisão dos pais.

Vamos falar a respeito do uso racional da Chupeta, que em certas ocasiões pode ser considerado como um aliado para os pais: 

- para induzir o sono de crianças mais agitadas, 
- em bebês que nascem com o hábito de sugar o dedo, 
- nos bebês prematuros como auxiliar no aprendizado da sucção, dentre outros.

No entanto, muitos bebês não pegam ou cospem em seguida a chupeta. Nesses casos os pais não devem insistir nem forçar, a não ser na substituição do dedo.

A chupeta só vai prejudicar a amamentação se for oferecida nos primeiros dias de vida, quando o bebê ainda está aprendendo a mamar, pois isto acaba confundindo o bebê e prejudica o aleitamento, pois a sucção no seio é diferente daquela feita na chupeta.

O uso contínuo provoca alguns problemas orofaciais:
- abaixamento da língua, 
- deglutição atípica e alteração nas bases ósseas dentárias e da boca, 
- favorece a respiração bucal e 
- causa alteração na fala, dentre outros.

É importante usar o tamanho adequado para cada fase do bebê, formato ortodôntico, e nunca use a chupeta de bolinha. Os prendedores também devem ser evitados, porque estimulam o uso contínuo e por períodos prolongados, por deixar disponível o tempo todo.

A chupeta deve ser lavada somente com água e sabão, não é indicado ferver porque prejudica a vedação e facilita a proliferação de fungos.

Até os dois anos de idade problemas como a mordida aberta ainda podem ser revertidos, mas o ideal é tirar a chupeta o quanto antes, de preferência até completar o primeiro ano de vida.

Para que isso aconteça de modo menos traumático é importante que os pais estejam seguros da decisão e unidos neste propósito, existindo técnicas para isto que podem ser passadas pelo odontopediatra da criança.

Quando o uso é restrito e os pais estão convictos, a retirada costuma ser fácil, boa sorte!!!